A Criminalização do Movimento Operário na Primeira República (1889-1930): a Repressão à Greve de 1917

  • Gabriel Macedo Jordão Cicera Universidade Santo Amaro

Resumo

O presente trabalho tem como escopo elaborar uma análise interdisciplinar de uma das greves mais importantes da história do movimento dos trabalhadores no Brasil: a Greve Geral de 1917, iniciada na cidade de São Paulo, que teve influencia em todo o território nacional. Após explanação do desenvolvimento do movimento grevista, o objetivo da Dissertação é adentrar na repressão ao movimento, perscrutando o Código Penal de 1890 e a Lei de Expulsão dos Estrangeiros, bem como os processos judicias dos líderes grevistas. Assim, por meio de vários campos do conhecimento, como a História, a Sociologia e o Direito, entender o papel dos poderes componentes do Estado – executivo, legislativo e judiciário - na repressão a greve.

Publicado
2019-12-12
Como Citar
MACEDO JORDÃO CICERA, Gabriel. A Criminalização do Movimento Operário na Primeira República (1889-1930): a Repressão à Greve de 1917. VEREDAS - Revista Interdisciplinar de Humanidades, [S.l.], v. 2, n. 4, p. 158, dez. 2019. ISSN 2595-3508. Disponível em: <http://revista.unisa.br/index.php/1/article/view/107>. Acesso em: 28 maio 2020.