SANTOS, Gevanilda. Relações raciais e desigualdade no Brasil. São Paulo: Selo Negro, 2009.

  • Tatiane Felix da Cruz Medrado Unisa

Resumo

A história do negro no Brasil foi sempre contada sob a perspectiva do homem branco, o qual obviamente enalteceu em sua versão os feitos dos colonizadores, dos generais, dos grandes nomes da elite nacional. É historicamente recente o entendimento da necessidade de mostrar a narrativa por outra ótica, isto é, pela visão do povo negro e as consequências da escravidão na construção de uma estrutura desigual do país. Em Relações Raciais e Desigualdades no Brasil, Gevanilda Santos apresenta um ponto de vista histórico desligado da versão oficial ensinada por séculos na escola, e que descaracteriza o horror da escravidão.

Publicado
2019-07-01
Como Citar
DA CRUZ MEDRADO, Tatiane Felix. SANTOS, Gevanilda. Relações raciais e desigualdade no Brasil. São Paulo: Selo Negro, 2009.. VEREDAS - Revista Interdisciplinar de Humanidades, [S.l.], v. 2, n. 3, p. 158-161, jul. 2019. ISSN 2595-3508. Disponível em: <http://revista.unisa.br/index.php/1/article/view/40>. Acesso em: 25 ago. 2019.